Postagens

Mostrando postagens de Março, 2021

O que o consumidor quer é conveniência!

Imagem
https://newtrade.com.br/varejo/o-que-o-consumidor-quer-e-conveniencia-resgate-aos-principios-basicos-do-marketing-sob-a-otica-digital/      Muito tem se falado sobre novas tecnologias, tendências e acelerações do digital frente a pandemia. Em que pese todas as verdades a respeito dos temas, os princípios básicos da economia e do marketing continuam mantidos e, por vezes, acabamos por nos perder do core pelo encantamento trazido pelos demais temas.           Necessário se faz, portanto, voltar o olhar para dentro de nossas operações, com a pergunta base de: será que estamos maximizando os benefícios do meu consumidor? O que ele espera em termos de produto cero, hora certa e lugar certo? O produto certo      A base de produto certo permanece. Em que pese as milhões de tecnologias e novos preceitos trazidos pela sociedade. O consumidor continua querendo atender às suas expectativas da melhor forma possível, com o produto que lhe apresentar o maior benefício.      A diferença do conceito

Quais são as tendências de consumo para a Páscoa de 2021?

Imagem
https://www.consumidormoderno.com.br/2021/03/22/tendencias-consumo-pascoa-2021/ Estudos destacam aumento de vendas de chocolate por e-commerce e queda no interesse por ovos de Páscoa  Com a aproximação do feriado de Páscoa, as empresas têm trabalhado cada vez mais para trazer produtos que acompanhem a nova jornada do cliente, que está em isolamento. Existe uma série de mudanças nos hábitos dos consumidores para com os produtos pascais. Entre elas, a compra de produtos não usuais à data e novas maneiras de consumir chocolate — diferentes dos tradicionais ovos de Páscoa. Boa parte dessa mudança também está relacionada à forma de comprar. Seguindo a tendência de aumento do varejo online, a compra de produtos pascais deverá ser feita pela internet esse ano. E assim como em 2020, a tendência é que a Páscoa apresente um faturamento inferior aos números antes da pandemia. Um cenário desafiador Para 2021, esperava-se bons números de venda, mesmo que de forma cada vez mais digital, com a chegad

Mercado de sucos cresce no Brasil e ganha força nos supermercados

Imagem
https://newtrade.com.br/industria/mercado-de-sucos-cresce-no-brasil-e-ganha-forca-nos-supermercados O mercado de sucos prontos para beber vem mostrando força no Brasil e a medida em que o consumidor busca produtos mais naturais, com apelo saudável e até mesmo com ingredientes funcionais o sortimento cresce, abrindo um verdadeiro leque de oportunidades tanto para o   varejo. De acordo com Rafael Catolé, head de marketing e exportação da Natural One, em 2014 o segmento de sucos naturais representava 5% do total do setor, segundo dados Nielsen. Atualmente essa fatia de mercado aumento e hoje é de 30% em termos de faturamento no comparativo ao setor como um todo. Rafael Catolé, head de marketing e exportação da Natural One “Esse crescimento demonstra a busca cada vez maior do consumidor brasileiro por produtos mais saudáveis e naturais”, comenta Catolé. Ele ainda diz que a empresa registrou aumento na procura pelos produtos na marca desde o início da pandemia especialmente nos meses de abr

Slow Beauty: consumo consciente do campo ao oceano

Imagem
https://cosmeticinnovation.com.br/slow-beauty-consumo-consciente-do-campo-ao-oceano/ Consumidores traçam futuro natural, transparente, sustentável e sem desperdícios para a indústria da beleza Por  Estela Mendonça Mais do que onda ou conceito, a  slow beauty  é um movimento que, na mesma pegada da  slow food  e  slow fashion , convoca a sociedade a repensar seus hábitos de consumo e pede um basta aos maus costumes enraizados ou aos impulsos consumistas no universo da beleza. Desde o início da década de 2010, já se ouvia falar em  slow beauty , que pregava um retorno às origens, mas que vem assumindo um novo significado, que alia o poder dos ingredientes vegetais à alta tecnologia. Isso tudo para atender consumidores em busca de beleza sustentável, transparente e sem exageros, quer em produtos ou ingredientes. Turbinado pela expansão das redes sociais, esse movimento, inclusive, criou um novo cenário do mercado de beleza, com espaço para pequenas marcas brasileiras se firmarem, especial

Papéis Estratégicos das Categorias

Imagem
          Primeiro vamos relembrar: o GC (Gerenciamento por Categorias) é um processo que consiste em gerenciar as categorias como   unidades estratégicas de negócio  para produzir resultados comerciais melhores, através da concentração de esforços na entrega de maior valor ao  shopper  e ao consumidor e, categoria, é o agrupamento de produtos relacionados e complementares (por exemplo: shampoo, creme dental e fralda infantil). A ideia central do processo de GC é potencializar as   vendas e a lucratividade   do varejo por meio da oferta de produtos dispostos de forma a  atrair e facilitar   a  escolha e a compra do   shopper/consumidor .            Para obter melhor resultado,  definições estratégicas  são fundamentais para alinhar caminhos entre diferentes áreas que atuam direta e indiretamente com as categorias (tais como Logística, Compras e Marketing), avaliar e definir a capacidade de investimento, armazenamento e, o mais importante, a entrega de valor aos clientes que frequenta